Edição atual

N. 276 | 13 de julho de 2018

Alerta é uma publicação do Núcleo de Disseminação do Conhecimento (NDC) e destina-se a divulgar a produção acadêmica da UFBA registrada no seu Repositório Institucional. O Núcleo foi criado e é mantido pelo Grupo Gestor do Repositório Institucional da Universidade Federal da Bahia (RI/UFBA).

 

Cidade

Cidade é o local onde um grupo de pessoas povoam a fim de produzir, no mínimo, sua subsistência e, além disso, desenvolver sua cultura. Alguns historiadores acreditam que desde o período neolítico já havia cidade, afinal, a criação de animais e o desenvolvimento de lavouras já deixam marcas que seja possível identificar estes lugares como uma cidade. Contudo, hoje, a palavra cidade se conecta com o processo de urbanização. Tal processo inclui a construção de moradias, desenvolvimento, realização de relações econômicas, indústrias, comércio além de prestação de serviços como saneamento básico, alimento, energia e etc. Contudo, cada cidade tem sua identidade, sua produção cultural e seus conflitos. No RI/UFBA você encontra diversos trabalhos acadêmicos sobre este tema, entre os qua

 

Políticas culturais para as cidades

Castro, Fábio Fonseca de

Rodrigues, Luiz Augusto Fernandes

Rocha, Renata

 

Salvador: transformações de uma metrópole da periferia

Ribeiro, Luiz Cesar de Queiroz

Ribeiro, Marcelo Gomes

 

Dois séculos de Pensamento sobre a cidade

Vasconcelos, Pedro de Almeida

 

A Cidade de Alagoinhas na dinâmica da espacialidade funcional urbana da Região Litoral Norte da Bahia

Araújo, Mayara Mychella Sena

 

Arquitetura do medo em Fortaleza

Aragão, Antonio Caetano Teixeira Paz

 

 

Epistemologia

O termo epistemologia vem do grego, significando "episteme" (conhecimento) e "logos" (ciência ou estudo), portanto, epistemologia é a ciência que estuda o conhecimento humano. Considerada como um dos ramos da Filosofia, ela se debruça sobre o desenvolvimento das estruturas do pensamento de uma sociedade. Em geral, e principalmente, ela se preocupa com o conhecimento científico e como esse é produzido, porém é também um ramo que busca a compreensão das justificativas dos seres humanos para as suas diversas crenças. As questões que envolvem a epistemologia, em certa medida, sempre foi uma apreensão humana. Para os antigos gregos, a busca pelo conhecimento significa a procura da felicidade. Já no século XVIII, os filósofos Bacon e Descartes, afirmavam que para de obter conhecimento era necessário de com métodos e recursos mensuráveisTodavia, hoje, questiona-se esse paradigma com a proposta da concepção do decolonial e abrangência dos conhecimentos. No RI/UFBA você encontra diversos trabalhos acadêmicos sobre este tema, entre os quais:

 

Epistemologias e teorias do conhecimento em educação e educação física: reações aos pós-modernismos
Taffarel, Celi Nelza Zulke
Albuquerque, Joelma de Oliveira

 

Orientação epistêmica, estilo pessoal e regulação emocional: Contribuições para a compreensão do bem-estar psicológico do psicoterapeuta

Palma, Emanuel Missias Silva

 

Epistemologia da epidemologia: (Categorias 
de 
Determinação: 
Causalidade,
 Predição, 
Contingência, 
Sobredeterminação)


Coutinho, Denise

Almeida Filho, Naomar Monteiro de

Castiel, Luis David

 

O caráter crítico-construtivo das reflexões de Nietzsche sobre o conhecimento

Oliveira, Monica Souza de

 

As aberturas, o meio-jogo e os finais nas recomendações técnicas de Freud (1911-1915): uma análise Epistemológica

Filippo, Taiane Mara de

 

 

 

Gravidez

A gravidez é o período que engloba os processos de crescimento e desenvolvimento do feto no útero da mãe. Contudo, a origem da palavra é do latim “gravis”, que significa pesado, pois é assim que uma gestante normalmente se apresenta. Além disso, o aumento de peso (fruto do crescimento do bebê, da placenta e do volume sanguíneo) é um fenômeno normal e esperado. A gravidez humana dura um total de 40 semanas, o equivalente a 9 meses, porém há a possibilidade de a gravidez durar um pouco menos que 9 meses, assim, os bebês que nascem destas gestações são considerado prematuros. Devido aos avanços da ciência, a técnica de fertilização assistida já é possível e cada vez mais frequente. Todavia, hoje, apesar de toda tecnologia e pesquisa sobre o assunto, sabe-se que cada gravidez é única. Pois existem diversos fatores de mudanças internas e externas que influenciam na gravidez de cada mulher. No RI/UFBA você encontra diversos trabalhos acadêmicos sobre este tema, entre os quais

 

Autocuidado de mulheres grávidas com doença falciforme: construção de um protocolo de enfermagem

Santos, Ana Caroline da Cruz

 

Investigação de doença celíaca em mães de neonatos prematuros e/ou com baixo peso ao nascer

Machado, Ana Paula de Souza Lobo

 

História oral de adolescentes grávidas em situação de violência doméstica

Mota, Rosana Santos

 

Fatores associados à violência doméstica em gestantes atendidas em uma maternidade pública

Sena, Chalana Duarte de

 

Integralidade e cuidado a grávidas adolescentes na Atenção Básica

Melo, Mônica Cecília Pimentel de

Coelho, Edméia de Almeida Cardoso